O que é auto estima?

Pode ser que auto estima seja visto de formas diferentes, mas vou dizer o que eu entendo disso. Nào sei explicar o porque exatamente, mas minha auto estima sempre foi muito baixa. E veja, a auto estima não tem nada haver como os outros te veem mas sim como você se vê. E eu sempre me via como uma menina sem graça, meio burra, menos que todas as outras. Chegava a ter um mecanismo em que quando eu conhecia alguém, buscava nessa pessoa qualquer qualidade e ai pronto, ela ficava superior a mim.

Foram muitos anos e muitas porradas violentas para que eu passasse a me ver de outra forma. Mas muitas mesmo! Casamentos fracassados, incapacidade de me valorizar ou ao que fazia e assim vergonha de ganhar dinheiro e por ai vai. Cada porrada acabou servindo para que, a cada sobrevivência minha, eu me fortalecesse e começasse a perceber algum valor. Passei a vida querendo me moldar e agradar aos outros, sem perceber que nem me conhecia. Eu era a menina boazinha que era legal. Sendo legal, as chances de gostarem de mim eram maiores. Me impor? Nem pensar! E sabe o que acabou acontecendo? A boazinha que dava amém para tudo, não tinha graça. Não era valorizada.

Com o tempo e sem perceber, fui gostando da pessoa que eu tinha me tornado, das conquistas que fui tendo, aprendendo com os tombos. Aprendi a me perceber, o que não me fazia feliz e com esforço, muito esforço, verbalizar isso para os outros. E ao invés de ser rejeitada, acabei sendo sim, mais valorizada. Porque não sei o motivo, mas as pessoas só valorizam mesmo quem se valoriza e dá limites.

Se eu disser que não vacilo mais, que a garganta não dá um nó quando preciso falar algo ou me impor aos outros, estaria mentindo. Mas eu vou e faço, gaguejando, suando, tropeçando, mas vou. E mesmo que não seja como gostaria, eu dou esse passo e me sinto muito bem a cada desafio que enfrento. E me fortaleço. E assim vim construindo minha auto estima, passando a me respeitar. A não me sujeitar ao que não me agrada ou faz bem. Claro que é difícil, custa bastante, mas quando você começa a se amar e se dar valor, parece que o universo conspira a seu favor e isso vai refletindo e enriquecendo a cada dia. Não me importo mais com o que pensem de mim, claro, posso ficar chateada, mas será por pouco tempo, pois aprendi que sou uma mulher de valor. nada a ver com beleza, tudo a ver com amor próprio.